ESTÁ AQUI: INÍCIO | Destaques
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

Castelo de Viana do Alentejo

Castro da Cola (Ourique)

Sé de Évora

Villa Romana de Torre de Palma

Évoramonte

Castelo da Amieira do Tejo

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Castelo de Viana do Alentejo

Viola Campaniça

Villa Romana de Torre de Palma

Castelo de Belver

Castelo de Santiago do Cacém

Castelo de Arraiolos

Miróbriga

Jangada de São Torpes

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Brincas de Évora

 

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

Villa Romana de S. Cucufate

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

Miróbriga

Sé de Évora

cavalo pintado

Castelo de Evoramonte

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Bonecos de São Bento do Cortiço

Templo romano de Évora

Sé de Évora

Castelo da Amieira do Tejo

Villa Romana de S. Cucufate

Gruta do escoural

Destaques
Imprimir documento


Templo Romano de Évora recebe obras de conservação e restauro
11-08-2017
Templo Romano de Évora recebe obras de conservação e restauro

Devido aos problemas que se têm verificado no material pétreo do Templo Romano de Évora, a Direção Regional de Cultura do Alentejo promove, com caráter urgente, uma intervenção de conservação e restauro, com início no dia 11 de agosto e que decorrerá  durante quatro meses.

Durante o período em que irão decorrer as obras, promovidas pela Direção Regional de Cultura e a cargo da empresa Nova Conservação - Restauro e Conservação do Património Artístico-cultural, a população de Évora e visitantes ficarão privados de apreciar o monumento na sua totalidade. Contudo, encontra-se já prevista a realização de visitas organizadas que permitirão a visita do público mesmo no decurso da intervenção.

Os trabalhos a realizar no Templo Romano são essencialmente de consolidação do material pétreo, com limpeza, mapeamento e análise geral do estado de conservação dos seus elementos constituintes, identificação e intervenção prioritárias de problemas; fixação de elementos que se encontrem soltos, como  lascas, escamas, fragmentos, e a remoção mecânica de materiais exógenos ou elementos disfuncionais, tais como argamassas incompatíveis e degradadas no interior de juntas ou fissuras.

A intervenção está totalmente articulada com a Câmara Municipal de Évora que tem prestado toda a colaboração neste processo.

[ voltar ]

 

 

ADECORRER




EMAGENDA

<fevereiro de 2018>
domsegterquaquisexsáb
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se