ESTÁ AQUI: INÍCIO | Destaques
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

Bonecos de São Bento do Cortiço

Castelo de Viana do Alentejo

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Gruta do escoural

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

Castelo da Amieira do Tejo

Castelo de Belver

 

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

Templo romano de Évora

Villa Romana de S. Cucufate

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

Castelo da Amieira do Tejo

Miróbriga

Sé de Évora

Castelo de Arraiolos

Villa Romana de Torre de Palma

Villa Romana de Torre de Palma

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Jangada de São Torpes

cavalo pintado

Villa Romana de S. Cucufate

Viola Campaniça

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Sé de Évora

Castelo de Viana do Alentejo

Brincas de Évora

Sé de Évora

Castelo de Evoramonte

Évoramonte

Miróbriga

Castro da Cola (Ourique)

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

Castelo de Santiago do Cacém

Destaques
Imprimir documento


Festival Terras sem Sombra em Elvas
15-05-2018
Festival Terras sem Sombra em Elvas

Festival Terras sem Sombra em Elvas
Música barroca na antiga Sé, entre a redescoberta do Forte da Graça e a agricultura de conservação


O Festival Terras sem Sombra sai da sua geografia tradicional para trazer ao magnífico enquadramento da Sé de Elvas, no dia 19, sábado, às 21h30, um concerto muito adequado à história militar desta praça-forte, tendo por fio condutor o repertório para trombetas históricas. Fá-lo pela mão de um dos principais agrupamentos de música antiga de Espanha, Clarines de Batalla, cujo epicentro é Jaén, no coração da Andaluzia, onde afluem notáveis intérpretes de Madrid, Sevilha e outras capitais.

Pela primeira vez em Portugal, um surpreendente conjunto de peças dos finais do séc. XVII e dos princípios do séc. XVIII, escritas tanto para as trombetas naturais como para as trombetas de órgãos e acompanhadas por percussões históricas. Foram recolhidas por um célebre compositor e organista nascido em Reus (Catalunha), Fr. Antonio Martín y Coll, religioso do convento de São Francisco, o Grande, de Madrid.
A sua obra manuscrita, intitulada Jardim Ameno de Várias Flores da Música, que se guarda na Biblioteca Nacional da capital espanhola, reúne composições oriundas de diversos países europeus e mostra a importância dos clarins na vida musical do Barroco. De acordo com uma velha tradição, estes não só marcavam a cadência dos exércitos, troando durante as batalhas, mas acompanhavam as missas e outros atos religiosos e soavam nas cerimónias palacianas. Tanto podiam simbolizar o poderio de reis e grandes senhores como animar festas populares ou entoar hinos de amor.
Hoje, quando se encontra um pouco esquecida a solene musicalidade da trombeta histórica, o trio formado pelo trombetista Vicente Alcaide, pelo organista Abraham Martínez e pelo percussionista Alvaro Garrido revela o seu potencial artístico, associando-o ao órgão da catedral elvense, restaurado há breves anos. O recente disco deste grupo, Clarines de Batalla, causou sensação e tornou-se um best seller, o que demonstra o inusitado poder da trombeta para exprimir a essência da música barroca, seja ela civil ou militar, profana ou religiosa.
O concerto é organizado pela Pedra Angular, em colaboração com a Direção Regional de Cultura do Alentejo e o Município de Elvas. Todas as atividades do Terras sem Sombra são de acesso livre


A tarde do dia 19, a partir das 15h00, vai ser consagrada à redescoberta do Forte da Graça, monumento nacional, o núcleo mais destacado de um conjunto classificado pela UNESCO como património cultural da Humanidade. Foi mandado construir pelo rei D. José I, no outeiro onde se encontrava a capela de N.ª Sr.ª da Graça. O planeamento do seu intricado complexo defensivo ficou a cargo do conde de Lippe, comandante-em-chefe do exército português, e os trabalhos construtivos, muito complexos, decorreram entre 1763 e 1792.
Obra-prima da arquitectura militar europeia, sobressai pela originalidade das soluções nela introduzidas e pela invulgar envergadura. Tido por invencível, o Forte da Graça resistiu ao ataque das tropas espanholas durante a Guerra das Laranjas (1801) e ao bombardeamento infligido pelas tropas francesas do general Soult, no contexto da Guerra Peninsular (1811). Hoje, é um símbolo que une mais do que divide, pontuando uma paisagem raiana de grande beleza. A visita será aguiada pelos técnicos de património Margarida Ribeiro e Rui Jesuíno, grandes conhecedores dos segredos da fortaleza.

A manhã de domingo, dia 20, será dedicada pelo Terras sem Sombra ao conhecimento da agricultura de conservação, um conjunto de práticas que permitem o maneio do solo agrícola com a menor alteração possível da sua composição e estrutura e são de grande importância para a defesa da biodiversidade. Recorre-se, para tal, a técnicas que produzem efeitos positivos não só no solo, mas também na água e no próprio ar, associando a usos tradicionais, transmitidos de geração em geração, a tecnologia de ponta, o que permite evitar a erosão e aumentar o teor de matéria orgânica.
O alvo desta iniciativa é a Herdade do Melinho, na freguesia de N.ª Sr.ª da Expectação (Campo Maior), que faz fronteira com Espanha. Aí, tornam-se bem patentes os objetivos e as técnicas da agricultura de conservação, bem como o seu real impacto ambiental, económico e social em diferentes culturas. A visita, orientada por Gabriela Cruz, engenheira agrónoma, e Rui Dias e Isabel Machado, geólogos, oferece igualmente uma oportunidade para o conhecimento da geologia e da paisagem do território raiano. A partida faz-se de Elvas, às 9h30, tendo como ponto de encontro na ermida de N.ª Sr.ª da Nazaré, à entrada das muralhas.

Mais informação em https://festivalterrassemsombra.org/

 

[ voltar ]

 

 

ADECORRER

João Cutileiro - A PEDRA NÃO ESPERA - Maquetas e escultura para o espaço urbano



EMAGENDA

<agosto de 2018>
domsegterquaquisexsáb
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se