ESTÁ AQUI: INÍCIO | Destaques
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

Évoramonte

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

Brincas de Évora

Castelo da Amieira do Tejo

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Castelo de Evoramonte

Jangada de São Torpes

Villa Romana de Torre de Palma

Villa Romana de Torre de Palma

Gruta do escoural

Miróbriga

Castelo de Viana do Alentejo

Castelo de Belver

Villa Romana de S. Cucufate

Sé de Évora

Viola Campaniça

Bonecos de São Bento do Cortiço

Miróbriga

Castelo de Santiago do Cacém

Villa Romana de S. Cucufate

 

Castro da Cola (Ourique)

cavalo pintado

Sé de Évora

Castelo de Arraiolos

Templo romano de Évora

Castelo de Viana do Alentejo

Sé de Évora

Castelo da Amieira do Tejo

Destaques
Imprimir documento


"Um Certo Incerto Alentejo" - Obra vencedora do Prémio Literário Joaquim Mestre
03-12-2018
"Um Certo Incerto Alentejo" - Obra vencedora do Prémio Literário Joaquim Mestre

O Prémio Literário Joaquim Mestre teve a sua primeira edição em 2017, e é instituído pela ASSESTA - Associação de Escritores do Alentejo em parceria com a DRCAlentejo - Direção Regional de Cultura do Alentejo, contando com a colaboração do Município de Beja.
No próximo dia 15 de dezembro terá lugar o lançamento da obra vencedora desta edição, na Biblioteca Municipal de Beja, às 16h30, sob o título "Um Certo Incerto Alentejo", da autoria de E. S.Tagino.


SINOPSE

"Um Certo Incerto Alentejo" é uma sátira desbragada sobre uma certa realidade social caraterística do mundo rural e, em particular, do Alentejo. Contada no presente do indicativo por um narrador que parece conhecer a trama apenas por alto, a história acompanha, do início ao fim, o percurso pouco empolgante do novo administrador da Reserva Florestal de Vale das Lampas e Azarelhas, um jovem engenheiro alentejano acabado de sair da Universidade. Trata-se de uma história particularmente amoral, mas feita essencialmente daquela amoralidade alentejana que foge ao estigma e ao sentimento de culpa. Como ninguém é inocente nesta história, a maldade é relativa e a redenção tanto se faz na igreja como nas tabernas. Como o narrador conclui, a dada altura, «se todos fôssemos à missa ao mesmo sítio, não haveria catedrais que chegassem».
Mas "Um Certo Incerto Alentejo" é, também, a história de um mistério amável que liga uma morte inexplicável e uma investigação errática, perfeitamente adequada à cadência natural dos alentejanos, em geral, e dos "azarelhos", em particular. Uma história onde ninguém é inocente. Nela, todos trafulham, todos roubam, todos mentem, e todos, como bons alentejanos, se fecham em copas porque, no Alentejo, nunca se viu ninguém estar interessado em condenar o seu semelhante. Como diz o benquisto padre Miguel, quando explica o episódio da mulher adúltera, «quem estiver inocente que atire a primeira pedra».

Sobre o Autor
António José da Costa Neves (E. S. Tagino) nasceu em 1945,em Grândola, e reside em Almada há mais de quarenta anos. O autor é licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e, durante anos, publicou regularmente poesia em diversos jornais e revistas nacionais.
Com Mataram o Chefe de Posto, Prémio Literário Cidade de Almada 2006, inicia uma frutuosa incursão pelo romance, que conta já uma dezena de títulos, muitos dos quais igualmente premiados. Adamastor, considerado, hoje, uma obra de referência no panorama dos estudos camonianos, tem sido objeto de estudo em seminários universitários e conferências internacionais. Também Mea Culpa!, Prémio Literário Paul Harris - 2007, foi selecionado, em 2010, como obra de referência do Concurso Nacional de Leitura do Ensino Secundário (11.º e 12.º anos).

[ voltar ]

 

 

ADECORRER

João Cutileiro - A PEDRA NÃO ESPERA - Maquetas e escultura para o espaço urbano



EMAGENDA

<dezembro de 2018>
domsegterquaquisexsáb
25
26
27
28
29
30
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se