ESTÁ AQUI: INÍCIO | Destaques
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

Bonecos de São Bento do Cortiço

Évoramonte

Castelo de Belver

Jangada de São Torpes

Miróbriga

cavalo pintado

Villa Romana de Torre de Palma

Castelo de Viana do Alentejo

Sé de Évora

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

Miróbriga

Castelo de Arraiolos

Castelo da Amieira do Tejo

Villa Romana de S. Cucufate

Estamos ON | Site culturacovid19

Templo romano de Évora

Villa Romana de S. Cucufate

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Sé de Évora

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

Castro da Cola (Ourique)

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Castelo de Santiago do Cacém

Sé de Évora

Brincas de Évora

Viola Campaniça

Gruta do escoural

Castelo de Viana do Alentejo

Castelo de Evoramonte

 

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

Villa Romana de Torre de Palma

Castelo da Amieira do Tejo

Destaques
Imprimir documento


Galeria de Exposições da Casa de Burgos acolhe 'O Devir Comum'
10-05-2019
Galeria de Exposições da Casa de Burgos acolhe

A Direção Regional de Cultural do Alentejo acolhe a exposição 'O Devir do Comum. Arte Participativa, Co-Design, Envolvimento Social', que inaugura no próximo dia 16 de maio, pelas 18 horas, na Galeria da Casa de Burgos (R. de Burgos, 5), em Évora.

Esta exposição resulta de uma iniciativa do CHAIA - Centro de Investigação Artística da Universidade de Évora e da Fundação Aga Khan Portugal, que desenvolveram dois projetos de arte participativa e co-design realizados com moradores de bairros da periferia de Lisboa.

O projeto Mais Sul foi desenvolvido no bairro dos Navegadores e no bairro do Moinho das Rolas, em Oeiras. O projeto Catapulta foi desenvolvido no bairro do Pendão, em Sintra. Ambos tiveram como principal objetivo apoiar as populações migrantes e valorizar saberes, através da identificação e mapeamento de técnicas, artes e ofícios produzidos a partir da sua herança cultural. Este envolvimento social baseou-se na arte e no design enquanto ferramentas de reprodução do processo criativo para melhorar as competências técnicas e artísticas dos participantes, assim como para alavancar ideias de negócio que alguns produtos pudessem originar.
Uma característica comum aos dois projetos foi a realização de workshops de colaboração que reuniram diferentes perfis de participantes, incluindo a presença de moradores.
Através da reprodução fotográfica e videográfica dos workshops dinamizados, bem como pelos objetos de arte e design produzidos, a presente prática artística de envolvimento social tem como objetivo aprofundar uma estética híbrida centrada na reclamação, na representação e na eventual resolução de problemas, funcionando como um instrumento para o benefício da sociedade. Neste sentido, mais importante do que a questão disciplinar ou o próprio meio de expressão, a prática experimentada relaciona-se com questões de cidadania e de ética, assim como com uma noção específica de sustentabilidade sociocultural.

A exposição 'O Devir do Comum' tem como curadores António Gorgel Pinto e Paula Reaes Pinto e poderá ser visitada até 30 de junho de 2019, de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 12h30 e das 14h30 às 17h30.

[ voltar ]

 

 

ADECORRER

Estamos ON | Site culturacovid19



EMAGENDA

<maio de 2020>
domsegterquaquisexsáb
26
27
28
29
30
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se