ESTÁ AQUI: INÍCIO | Destaques
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

cavalo pintado

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

Castro da Cola (Ourique)

 

Brincas de Évora

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Gruta do escoural

Sé de Évora

Sé de Évora

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Castelo de Evoramonte

Villa Romana de S. Cucufate

Castelo da Amieira do Tejo

Castelo de Viana do Alentejo

Castelo de Belver

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

Jangada de São Torpes

Castelo da Amieira do Tejo

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

Villa Romana de S. Cucufate

Castelo de Viana do Alentejo

Villa Romana de Torre de Palma

Bonecos de São Bento do Cortiço

Castelo de Santiago do Cacém

Miróbriga

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Templo romano de Évora

Villa Romana de Torre de Palma

Viola Campaniça

Estamos ON | Site culturacovid19

Miróbriga

Évoramonte

Sé de Évora

Castelo de Arraiolos

Destaques
Imprimir documento


Workshop sobre agricultura intensiva e preservação das paisagens culturais
07-01-2020
Workshop sobre agricultura intensiva e preservação das paisagens culturais

O workshop "Agricultura intensiva, inovação tecnológica e preservação das paisagens culturais na região Euroace" terá lugar no próximo dia 17 de janeiro, com início às 10:00h, no Centro UNESCO para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial, sito na R. do Sembrano 78, em Beja.

O propósito deste encontro é, em primeiro lugar, mostrar o desenvolvimento e resultados da tarefa "Métodos não invasivos em Arqueologia e Agricultura de Precisão para a revalorização do Património e desenvolvimento de uma atividade agrária produtiva e sustentável". Em segundo lugar, pretende-se confrontar a visão de como gerir os espaços agrários atuais em múltiplas perspetivas: a dos empresários agrícolas, a dos investigadores em ciências agronómicas, arqueólogos e gestores encarregues da custodia do território.

Inscrições em http://www.innoace.eu/?page=events&idioma=&id=32


INTRODUÇÃO

O desenvolvimento de novos sistemas de cultivo de alto rendimento representa um grande desafio para a gestão sustentável da paisagem nas suas múltiplas dimensões. Um aspeto chave desta grande mudança é a necessidade de combinar o interesse do benefício económico com a preservação da paisagem como património cultural de todos. Nesse sentido, o património arqueológico requer uma especial atenção, pois
com frequência a sua presença é difícil de detetar e é necessária uma informação fiável que permita evitar a sua destruição. Em vez de apontar estas circunstâncias como elemento de conflito, é possível abordá-las de forma a encontrar um benefício mútuo entre a exploração e a gestão dos campos e a revalorização do património, que frequentemente fica enterrado e incógnito nos solos. A fusão dos sistemas de trabalho da Agricultura de Precisão com a Arqueologia pode oferecer essa via de colaboração.
Este encontro faz parte das atividades da tarefa "Métodos não invasivos em Arqueologia e Agricultura de Precisão para a revalorização do Património e desenvolvimento de uma atividade agrária produtiva e sustentável" do projeto INNOACE. A referida tarefa combina a investigação de uma equipa conjunta do Instituto de Arqueologia, da Universidade de Évora y do CICYTEX. O seu objetivo é desenvolver sinergias entre centros de investigação, administração e empresas, em torno dos desafios e oportunidades gerados pela conjugação da preservação do património arqueológico com a atividade agrícola intensiva. INNOACE é um projeto cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do Programa Interreg V-A España-Portugal (POCTEP) 2014-2020,destinado a fortalecer o tecido empresarial, criando sinergias entre empresas e centros de I&D. Além disso, INNOACE trata de fomentar o processo da descoberta empreendedora nas áreas chave de especialização inteligente da EUROACE (agrupamento integrado para as regiões do Alentejo e Centro de Portugal, e Comunidade Autónoma da Extremadura em Espanha).


PROGRAMA

10:00 - Abertura e presentação do projeto INNOACE a cargo do seu coordenador, Francisco Hinojal.

10:15 -  Apresentação geral da tarefa, Victorino Mayoral (IAM).

Bloco I: apresentação de trabalhos realizados no quadro do projeto INNOACE e associados à temática da tarefa.

10:20/10:40 - "Prospeções geofísicas desenvolvidas na Villa Romana de Pisões". Bento Caldeira, Rui Oliveira e José Fernando Borges (UÉvora).

10:40/11:00 - "Utilização de mapas de condutividade eléctrica para a exploração arqueológica em torno da Villa de Pisões". José Rafael Marques da Silva (UÉvora)

11:00/11:20 - "Menos mal que temos o olival? Quando (quase) tudo falha: resultados dos trabalhos arqueológicos na Herdade dos Pisões (Beja)". Rui Mataloto, Conceição Roque, Hugo Morais, Gonçalo Bispo, Rui Monge Soares e Mariana Carvalho.

11:20/11:40 - "Tarefas de prospeção arqueológica desenvolvidas no quadro de INNOACE em território espanhol". Victorino Mayoral, José Ángel Salgado (IAM), José María Terrón, Francisco Domínguez (CICYTEX).

11:40/12:00 PAUSA

12:00/12:20 - "Arqueologia e Agricultura em diálogo: ponto de situação dos procedimentos de salvaguarda na região do Alentejo". Samuel Melro, Direção Regional da Cultura do Alentejo.

12:20/12:40 - A agricultura e a proteção do património arqueológico. A reestruturação vitivinícola na Extremadura. Samuel Pérez, Dirección General de Patrimonio da Junta de Extremadura.

12:40/13:00 - Impacte do arranque do olival em sítios arqueológicos: o caso de Hasta Regia. L. Lagóstena, P. Trapero, M. Ruiz Barroso, Isabel Rondán. Universidad de Cádiz

13:00/13:20 - Os Estudos de Impacte Patrimonial (EIP) como elemento para uma estratégia sustentável de minimização de impactes no âmbito de reconversões agrícolas. Tiago do Pereiro, ERA Arqueología.

13:20/13:40 - Métodos de teledeteção a baixa altura para agricultura de precisão e prospeção arqueológica. Jorge Blanco, Greenfield Technologies.

Bloco II. Tarde. Mesa redonda com intervenção de outros agentes interessados

Lugar do Encontro: Centro UNESCO para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial. R. do Sembrano 78, 7800-456 Beja, Portugal

Organização: Instituto de Arqueología-Mérida (CSIC-Junta de Extremadura) (IAM), Centro de Investigaciones Científicas y Tecnológicas de Extremadura (CICYTEX), Universidade de Évora (UÉv.)

[ voltar ]

 

 

ADECORRER

Estamos ON | Site culturacovid19



EMAGENDA

<agosto de 2020>
domsegterquaquisexsáb
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se