ESTÁ AQUI: INÍCIO | Destaques
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Miróbriga

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

Viola Campaniça

Castelo de Santiago do Cacém

Castelo de Viana do Alentejo

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Brincas de Évora

Villa Romana de Torre de Palma

Bonecos de São Bento do Cortiço

Jangada de São Torpes

Castelo da Amieira do Tejo

Gruta do escoural

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

Castelo de Belver

Castelo de Evoramonte

Castelo de Viana do Alentejo

Castelo de Arraiolos

Templo romano de Évora

Castelo da Amieira do Tejo

Sé de Évora

Sé de Évora

Évoramonte

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

cavalo pintado

Villa Romana de S. Cucufate

Villa Romana de Torre de Palma

Villa Romana de S. Cucufate

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

 

Sé de Évora

Miróbriga

Castro da Cola (Ourique)

Destaques
Imprimir documento


Debate Acesso Cultura:"Municipalização da Cultura?" - 18 de fevereiro
11-02-2020
Debate Acesso Cultura:"Municipalização da Cultura?" - 18 de fevereiro

"Municipalização da Cultura?" é o tema do primeiro debate da Acesso Cultura, em 2020. Realiza-se no próximo dia 18 de fevereiro, terça-feira, às 18h30, em dez cidades: Angra do Heroismo, Castelo Branco, Évora, Faro, Funchal, Lisboa, Ponta Delgada, Porto, Torres Novas e Vila Nova de Famalicão. Em Évora terá lugar na Igreja de São Vicente. A entrada é gratuita (sujeita à lotação das salas).
 
Em outubro 2019, Rui Matoso (investigador) assinava um artigo de opinião no jornal Público intitulado A insustentável leveza do municipalismo cultural. Nesse artigo, que foi bastante discutido nas redes sociais, Rui Matoso citava Sophia de Mello Breyner ("Não queremos opressão cultural. Também não queremos dirigismo cultural. A política, sempre que quer dirigir a cultura, engana-se. Pois o dirigismo é uma forma de anticultura e toda a anticultura é reacionária." - Assembleia Constituinte de 1975-1976) e questionava: "É a uma câmara que cabe a função de promover, por exemplo, um Festival Transcultural? Ou, pelo contrário, a sua função deve ser a de gerar políticas, ferramentas e condições de produção para que os actores sociais, designadamente minorias, construam um projecto participado e sustentado?".
 
Dada a atenção e a discussão que este artigo gerou nas redes sociais, a Acesso Cultura considera valer a pena refletir sobre o mesmo ao vivo.
 
No debate que se realiza em Évora, os convidados são:
 
ÉVORA
, Igreja de São Vicente
Participantes: José Russo, CENDREV; Luís Garcia, Assessor Cultural na Câmara Municipal de Évora; Marcial Rodrigues, Grupo Pro-Évora; Pablo Vidal, Sociedade Harmonia Eborense
Moderação: Leonel Alegre, Universidade de Évora

Mais informação

[ voltar ]

 

 

ADECORRER

Visitas ao Património - Alentejo - 2019/2020



EMAGENDA

<fevereiro de 2020>
domsegterquaquisexsáb
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
1
2
3
4
5
6
7
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se