ESTÁ AQUI: INÍCIO | Destaques
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

Évoramonte

Sé de Évora

Castelo da Amieira do Tejo

Castro da Cola (Ourique)

Brincas de Évora

cavalo pintado

Villa Romana de Torre de Palma

Sé de Évora

 

Castelo de Santiago do Cacém

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

Villa Romana de Torre de Palma

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Jangada de São Torpes

Castelo da Amieira do Tejo

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Miróbriga

Castelo de Viana do Alentejo

Castelo de Evoramonte

Castelo de Viana do Alentejo

Miróbriga

Viola Campaniça

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

Gruta do escoural

Villa Romana de S. Cucufate

Castelo de Arraiolos

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Villa Romana de S. Cucufate

Templo romano de Évora

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

Sé de Évora

Estamos ON | Site culturacovid19

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

Bonecos de São Bento do Cortiço

Castelo de Belver

Destaques
Imprimir documento


Resultados de Candidaturas: Projeto Piloto "Não Brinques com o Fogo"
Resultados de Candidaturas: Projeto Piloto "Não Brinques com o Fogo"

Resultados _ Aviso1: Ações de Capacitação das Comunidades

A proposta vencedora do AVISO 1 - Artes Performativas: Ações de Capacitação das Comunidades foi a apresentada pela Panóplia ? Associação Cultural, uma associação sem fins lucrativos de atuação artística e cultural.
A Ação de Capacitação em questão acontece no âmbito do Projeto Piloto "Não brinques com o fogo", desenvolvido pela Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais (AGIF), em colaboração com a Direção Regional de Cultura do Alentejo.

Terá lugar entre 22 e 30 de Agosto, na Atalaia, em data a confirmar, e contará também com a colaboração do Município de Gavião.
Sobre a Proposta
"A Proposta alia a música, a street art e o documentário, e as três atividades  - concerto, workshop e documentário - têm o objetivo de, no seu final, alertar para a prevenção do fogo, pretende-se abordar as suas consequências de uma forma pragmática e pessoal. Abordando a vertente florestal e humana dos impactos do fogo, vai ser criado, ao longo da atividade de capacitação, um fio condutor que consiga alargar a sensibilização a estas duas áreas.
Na primeira parte da ação de capacitação, o workshop de Street Art, haverá espaço para uma discussão entre o grupo e o/a artista, para as consequências ambientais dos incêndios, enquanto é possível aprender uma arte contemporânea e imortalizar a mensagem, através da imagem, para a restante população. Esta pintura pretende-se que esteja num local estratégico da freguesia e terá no seu conteúdo imagens de simples leitura intemporal, que sensibilizem à mudança de comportamento, com foco na proteção florestal. A estruturação do workshop será baseada numa introdução ao tema da street art e das aprendizagens desta vertente artística, enquanto é contemplada no seu conteúdo as consequências ambientais dos incêndios. Posteriormente, os participantes poderão aplicar os conhecimentos aprendidos numa parede da freguesia, previamente preparada pelo/a artista, onde surgirá uma imagem artística e própria da comunidade. Esta capacitação é facilitada pelo processo de cocriação presente ao longo de toda a atividade, onde os participantes dão o seu contributo na construção do mural/fachada, através da pintura em conjunto.
Na segunda parte da ação de capacitação, realizar-se-á uma sessão de abertura onde é concretizada uma conversa breve entre personalidades importantes para o concelho (a definir, mas a título de exemplo, o Comandante do Corpo de Bombeiros e um/a moderador/a do setor artístico e cultural) na qual são discutidos alguns aspetos importantes a reter mediante a mensagem chave do AVISO #1 e que possíveis soluções se podem criar, enquanto comunidade.
A visualização da curta metragem* irá centrar-se nas consequências do fogo nas vidas das pessoas - com possíveis testemunhos, onde podem ser incluídas as perdas de familiares e amigos, de casas e empregos, de animais, entre outros.
Precedendo a curta metragem, no concerto final, pretende-se fazer a conexão das duas áreas, ambiental e humana, e apelar para a prevenção e mobilização de todos no combate aos incêndios, através de um sum-up dos conteúdos aprendidos ao longo do dia e da interligação da temática nas músicas. Igualmente, pretende-se que os conteúdos de sensibilização estejam incorporados no espetáculo e nas músicas cantadas, sob a forma de novos originais.
*Curta metragem com cerca de 15 a 20 minutos, com testemunhos de cerca de 5 pessoas que já viveram o fogo e viram as suas consequências (bombeiros e civis). Tal permite que seja passada uma mensagem forte e tangível desta realidade."
PANOPLIA - Associação Cultural

O AVISO #1 ARTES PERFORMATIVAS - AÇÕES DE CAPACITAÇÃO DAS COMUNIDADES visa conceder apoios financeiros para a criação (conceção, execução e apresentação) de projetos artísticos que integrem ações de capacitação/ativação de mensagens nas comunidades envolvidas nesta ação piloto, através da ativação de comunicação, veiculando mensagens-chave dirigidas a segmentos populacionais específicos.

Recorde-se que este Projeto Piloto da AGIF pretende - atendendo a objetivos culturais e pedagógicos específicos - ensaiar uma abordagem inovadora com o objetivo de veicular mensagens-chave sobre comportamentos de risco a alterar face aos incêndios rurais, promovendo a mudança de atitudes através da sensibilização das populações sobre a valorização da floresta e da conservação da natureza e as boas práticas na utilização do fogo para a gestão da vegetação e do território.

Consultar Aqui Informação relativa ao Júri
Consultar Resultados em Anexo 1 e Anexo 2 para informação mais detalhada

[ voltar ]

 

 

ADECORRER

Estamos ON | Site culturacovid19



EMAGENDA

<agosto de 2020>
domsegterquaquisexsáb
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se