ESTÁ AQUI: INÍCIO | Destaques
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

cavalo pintado

Viola Campaniça

Castelo da Amieira do Tejo

Castelo de Viana do Alentejo

Bonecos de São Bento do Cortiço

Templo romano de Évora

Estamos ON | Site culturacovid19

Castelo de Belver

Villa Romana de Torre de Palma

Gruta do escoural

Miróbriga

Villa Romana de Torre de Palma

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

Jangada de São Torpes

Villa Romana de S. Cucufate

Miróbriga

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Castelo de Arraiolos

Villa Romana de S. Cucufate

Brincas de Évora

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Sé de Évora

Sé de Évora

Évoramonte

Castelo da Amieira do Tejo

Castro da Cola (Ourique)

Castelo de Evoramonte

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

Castelo de Santiago do Cacém

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

 

Castelo de Viana do Alentejo

Sé de Évora

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

Destaques
Imprimir documento


Prémio Novas Dramaturgias 2020 já tem vencedor
30/09/2020
Prémio Novas Dramaturgias 2020 já tem vencedor

Armando Nascimento Rosa é o vencedor deste ano do Prémio Novas Dramaturgias, uma iniciativa da companhia de teatro Lendias d'Encantar.

A obra "Rimbaud no Dubai" conseguiu a unanimidade pelos membros de júri que avaliaram os mais de 30 textos inéditos recebidos entre Janeiro e Abril.

António Revez, Director Artístico da Lendias d'Encantar afirma que "apesar dos tempos que vivemos naquela altura, foi evidente que, pelo menos os artistas, mantiveram-se ativos e com esperança no futuro da cultura em Portugal".

O responsável adiantou que foram rececionadas 33 propostas, incluindo "algumas provenientes do Brasil".

Armando Nascimento Rosa revelou a sua satisfação com este prémio, adiantando que o mesmo significa que aquilo que escreve "continua a ser instigante para o que se entende serem as novas dramaturgias".

O autor, dramaturgo, ensaísta e criador musical, que conta com cerca de trinta obras dramáticas originais, algumas delas premiadas e/ou traduzidas em sete línguas, acrescentou que o momento se reveste de especial importância pois assinala "vinte anos desde a estreia da [sua] primeira peça encenada".

O Prémio Novas Dramaturgias, na sua quarta edição, pretende promover e incentivar a escrita de teatro em português e premiou o melhor texto original e inédito, escrito em língua portuguesa.

Armando Nascimento Rosa receberá agora a quantia de 500,00 euros e vai ver o seu texto publicado na Coleção Nova Dramaturgia Portuguesa, a sair ainda em 2020.

Armando Nascimento Rosa (Évora, 1966), dramaturgo, ensaísta e criador musical, é autor de cerca de trinta obras dramáticas originais (incluindo dois libretos de ópera, com música de Hugo Ribeiro), algumas delas premiadas e/ou traduzidas em sete línguas, com apresentações cénicas em diversas cidades europeias e americanas.Três das suas obras dramáticas integram o Plano Nacional de Leitura, nomeadamente Menino de sua Avó, peça escrita para Maria do Céu Guerra e Adérito Lopes, em cena entre 2013 a 2019.
Professor na Escola Superior de Teatro e Cinema do Instituto Politécnico de Lisboa, desde 1998, e investigador membro do CIAC (Centro de Investigação em Artes e Comunicação), é doutorado em Estudos Portugueses, mestre em Estudos Literários Comparados, e licenciado em Filosofia pela Universidade Nova de Lisboa. Enquanto autor musical e intérprete, Nascimento Rosa publicou em 2018 o CD O Piano em Pessoa, com o pianista António Neves da Silva, e, no ano seguinte, o duplo álbum O Fado é estranha alegria, produzido pelo maestro Mário Rui Teixeira.

Outros prémios anteriores do dramaturgo:

2000: Prémio Revelação Ribeiro da Fonte, para Lianor no país sem pilhas
2008: Prémio Albufeira de Literatura, para Visita na prisão ou O último sermão de António Vieira
2008-2010: Prémio Ópera em Criação (com o compositor Hugo Ribeiro), como libretista de As duas
mulheres de Sigmund Freud
e Os Mortos viajam de metro
2011: Prémio Nacional de Teatro Bernardo Santareno, para Doutor Feelgood - Em viagem para Belle
Reve

2012: Prémio Literário Aldónio Gomes, para Duas peças com História(s) - O livro de Simão de Sagres e
Duas mulheres e um teatro
2014: Prémio Especial do Júri - FITA: Festa Internacional de Teatro de Angra dos Reis / Rio de Janeiro, contemplando o espetáculo (A Barraca) e o texto de Menino de sua Avó

[ voltar ]

 

 

ADECORRER

Estamos ON | Site culturacovid19



EMAGENDA

<janeiro de 2021>
domsegterquaquisexsáb
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se