ESTÁ AQUI: INÍCIO | Destaques
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

Castelo de Viana do Alentejo

Sé de Évora

Sé de Évora

Castro da Cola (Ourique)

Castelo de Arraiolos

Miróbriga

Villa Romana de S. Cucufate

Castelo de Belver

Templo romano de Évora

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Bonecos de São Bento do Cortiço

Estamos ON | Site culturacovid19

Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura

Viola Campaniça

Castelo da Amieira do Tejo

 

Villa Romana de S. Cucufate

Sé de Évora

Castelo de Viana do Alentejo

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

cultura_estatuto_profissionais22

cavalo pintado

Castelo da Amieira do Tejo

Évoramonte

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

Profs_cultura_estatuto1_banner22

Villa Romana de Torre de Palma

Castelo de Santiago do Cacém

Gruta do escoural

Miróbriga

Jangada de São Torpes

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Villa Romana de Torre de Palma

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

Castelo de Evoramonte

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Brincas de Évora

Destaques
Imprimir documento


Concerto 'Por mares nunca de antes navegados' - 12 de dezembro
03/12/2021
Concerto

Por Mares Nunca de Antes Navegados é o tema do concerto que será interpretado por Polyphõnos - Ensemble Vocal & Instrumental, no âmbito do V Centenário da Morte do Rei Dom Manuel I (1521-2021), dia 12 de dezembro, às 17h, na Igreja de São Francisco, em Évora. A entrada é gratuita.

Este concerto pretende evocar o rei dos Descobrimentos, mas também as mudanças culturais que se operaram nesse período onde as formas artísticas viriam a confundir-se com a figura do rei, reinventando uma simbologia nacional - a esfera armilar, a cruz de Cristo e as armas reais, omnipresentes nas obras de arquitetura civil e religiosa. 500 anos passados, ainda se utiliza frequentemente a denominação de estilo manuelino, ou arte manuelina.

O concerto lembrará ainda a forma  como Dom Manuel I organiza a sua Capela e cultiva a música no seu dia-a-dia; nesse período foi estabelecido um padrão que definiu uma paisagem sonora que perdurou muito para além do seu tempo.

O programa integra um compositor alentejano, natural de Fronteira, Frei Manuel Cardoso, de quem serão apresentados 6 Motetes de Quaresma, escritos c.1580. Esta obra recentemente localizada em Óbidos, constitui o único núcleo, até à data conhecido, de obras de juventude de Frei Manuel Cardoso, sendo provável que tenha sido escrita em Évora.

 
Por Mares Nunca de Antes Navegados permite revisitar e dar a conhecer o legado musical decorrente da corte manuelina, numa viagem de Braga a Évora, à descoberta de novos sons.   


A organização resulta de uma parceria estabelecida entre a Direção Regional de Cultura, a Câmara Municipal de Évora e a Igreja de São Francisco de Évora - Fábrica Paroquial da Igreja de São Pedro.

 

CONCERTO

Por mares nunca de antes navegados

No V Centenário da Morte do Rei Dom Manuel I (1521-2021)


ANTÓNIO CARREIRA, O VELHO (a.1540-a.1597)
[Mestre da Capela Real]
Sexti toni, Fantasia a Quatro [órgão]

MIGUEL DA FONSECA (?1544)
[Mestre de Capela da Sé de Braga]
Salve sancta parens [De Beata Virgine - Introitus]
Beata viscera Mariae [De Beata Virgine - Communio]
Natus est nobis

DOM PEDRO DE CRISTO (c.1545-1618)
[Mestre de Capela do Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra]
Lachrimans

ANTÓNIO CARREIRA, O VELHO (a.1540-a.1597)
Ave Maria, a Quatro [órgão]

DAMIÃO DE GÓIS (1502-1574)
[Moço de Câmara de D.Manuel I]
Surge propera
In die tribulationes

ANTÓNIO CARREIRA, O VELHO (a.1540-a.1597)
Stabat Mater
Surrexit Dominus

ANTÓNIO CARREIRA, O VELHO, E FREI ANTÓNIO CARREIRA (c.1550-1599)
Gloria, laus, honor

FREI ANTÓNIO CARREIRA (c.1550-1599)
[Mestre da Capela do Convento da Graça, Lisboa]
Crux Fidelis

ANTÓNIO CARREIRA, O VELHO (a.1540-a.1597)
Terceira Fantasia a Quatro do 8º Tom [órgão]

FREI MANUEL CARDOSO (1566-1650)
[Mestre de Capela do Convento do Carmo, Lisboa]

6 Motetes

Adjuva nos
Immutemur habitu
Ductus est Jesus
Assumpsit Jesus
Erat Jesus ejiciens
Qui confidunt in Domine

ANTÓNIO CARREIRA, O VELHO (a.1540-a.1597)
Fantasia a Quatro em Lá-Ré [órgão]

MANUEL MENDES (c.1547-1605)
[Mestre de Capela do cardeal-Infante Dom Henrique]
Asperges me

ANÓNIMO
Si pie Domine
[25 de Outubro de 1520, Motete para a trasladação de Dom Afonso Henriques na igreja de Santa Cruz de Coimbra]

BARTOLOMEU TROSYLHO (c.1500-c.1567)
[Mestre da Capela Real]
Circumdederunt me

[13 de Dezembro de 1521, morre D.Manuel I]

[ voltar ]

 

 

ADECORRER

Estatuto dos Profissionais da Área da CulturaANTROPOCÉNICA - Propostas para apresentação de comunicaçõesJorge Colaço e a Azulejaria Figurativa do seu TempoApoio à Atividade Cultural e aos Agentes Culturais do Alentejo 2021Estamos ON | Site culturacovid19



EMAGENDA

<janeiro de 2022>
domsegterquaquisexsáb
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se