ESTÁ AQUI: INÍCIO | Destaques
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

Gruta do escoural

Castelo de Viana do Alentejo

Miróbriga

Sé de Évora

Templo romano de Évora

Villa Romana de S. Cucufate

Villa Romana de S. Cucufate

Villa Romana de Torre de Palma

Castelo de Belver

Sé de Évora

Jangada de São Torpes

Profs_cultura_estatuto1_banner22

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Brincas de Évora

Castelo de Evoramonte

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Castelo de Santiago do Cacém

Sé de Évora

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

Évoramonte

cultura_estatuto_profissionais22

Miróbriga

Castelo de Viana do Alentejo

Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Castelo da Amieira do Tejo

Villa Romana de Torre de Palma

Castelo de Arraiolos

 

Estamos ON | Site culturacovid19

Castro da Cola (Ourique)

Viola Campaniça

Castelo da Amieira do Tejo

Bonecos de São Bento do Cortiço

cavalo pintado

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

Destaques
Imprimir documento


"Bonecos do Mercado", nova produção da Alma d'Arame, estreia a 29 de janeiro
06/01/2022
"Bonecos do Mercado", nova produção da Alma d

A Alma d'Arame estreia a sua nova produção, "Bonecos de Mercado", dia 29 de janeiro, às 10h30, no Mercado Municipal de Montemor-o-Novo.

"Bonecos do Mercado" (ou A História da Humanidade Contada por Legumes) é um espetáculo multidisciplinar inspirado nos tradicionais teatros de marionetas itinerantes que percorriam mercados, feiras, certames, e em todo o universo de personagens e objetos que os habitavam.

Em torno de uma estrutura ambulante, que lhes serve de espaço cénico, os três intérpretes - marionetista, músico, bailarino - percorrem o espaço do mercado num constante jogo com o público, entre personagens de vendedores ou compradores, partilhando a sua visão da história da humanidade em vários atos.

Alhos, batatas, maçãs, laranjas, cenouras e coentros são alguns protagonistas dos bonecos deste mercado de histórias e contos musicados que abrem espaço à reflexão sobre a origem da humanidade, a evolução do ser humano e da sociedade que, todos os dias, construímos para habitar. Uma sociedade frenética, orientada para o individualismo, onde cada um de nós, boneco manipulado, faz parte de um grande teatro encenado pelo capitalismo.

O Mercado, espaço ancestral de convívio em torno de trocas e vendas produtos ou serviços, assume-se como o palco perfeito para trazer o teatro ao espaço comunitário, para contar e ouvir histórias, rir ou chorar delas, porque umas são cómicas e outras são sérias.

[ voltar ]

 

 

ADECORRER

Estatuto dos Profissionais da Área da CulturaANTROPOCÉNICA - Propostas para apresentação de comunicaçõesJorge Colaço e a Azulejaria Figurativa do seu TempoApoio à Atividade Cultural e aos Agentes Culturais do Alentejo 2021Estamos ON | Site culturacovid19



EMAGENDA

<janeiro de 2022>
domsegterquaquisexsáb
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se