ESTÁ AQUI: INÍCIO | Destaques
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

Castelo de Viana do Alentejo

Castelo da Amieira do Tejo

 

Castelo de Viana do Alentejo

Miróbriga

Bonecos de São Bento do Cortiço

Castelo de Santiago do Cacém

Sé de Évora

Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Villa Romana de Torre de Palma

Gruta do escoural

Sé de Évora

Viola Campaniça

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

Miróbriga

Villa Romana de S. Cucufate

Castelo de Evoramonte

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

Castelo da Amieira do Tejo

Brincas de Évora

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

cultura_estatuto_profissionais22

Castro da Cola (Ourique)

cavalo pintado

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

Villa Romana de S. Cucufate

Sé de Évora

Templo romano de Évora

Castelo de Belver

Profs_cultura_estatuto1_banner22

Jangada de São Torpes

Villa Romana de Torre de Palma

Castelo de Arraiolos

Évoramonte

Destaques
Imprimir documento


CARLOS, uma criação de Catarina Branco, estreia dia 18 de maio, em Beja
11/05/2022
CARLOS, uma criação de Catarina Branco, estreia dia 18 de maio, em Beja

CARLOS, uma criação de Catarina Branco, estreia dia 18 de maio, no Pax Julia - Teatro Municipal, em Beja. CARLOS é um espetáculo de dança que parte da inclusão de pessoas racializadas num processo criativo conjunto e que pretende fazer-nos questionar sobre o tema do racismo e procurar soluções para uma sociedade mais inclusiva.

A entrada é gratuita. Basta fazer reserva diretamente com o Pax Julia Teatro Municipal.

O espetáculo estará também em palco nos seguintes locais:

Acert Tondela - 19 e 20 de maio;
Fórum Cultural de Alcochete - 21 de maio;
Casa das Artes do Porto - 27 de maio;
Teatro Cine - de Pombal - 11 de setembro


SINOPSE

Na tentativa da relação humana não conseguimos explicar a raiva, a qual muitos reconhecem e tentam combater e outros acham apenas justo que a mesma seja motivo para que o sofrimento seja perpetuado. Da raiva nasce intolerância. A intolerância dá lugar à violência. E a violência traz segregação. Somos frutos de relações (des)humanas, do karma de gerações. E desta forma alimentamos o círculo vicioso do racismo preconceito.

E no meio desta batalha, das lágrimas, da raiva, do suor, do sangue, deste sangue, raramente paramos. "O que é que estamos a fazer?" Percebemos que apenas perpetuávamos mais mágoa, através da repetição do ciclo duma luta com vencedores, mas sem paz. Somos diferentes, sim. Mas a nossa condição humana é a mesma.

O problema é maior que branco ou preto. É a desumanidade do homem com o homem (e mulher) sempre e por toda a parte. - Grace Halsell

 
FICHA ARTÍSTICA


DIREÇÃO ARTÍSTICA, DRAMATURGIA & CRIAÇÃO COREOGRÁFICA: Catarina Branco

ENCENAÇÃO: Ricardo Paz

INTERPRETAÇÃO: Catarina Branco, Celso Jumpe, Marta Nema da Cunha, Ricardo Paz & Yuri da Cunha

SONOPLASTIA: Throes + The Shine

 
APOIO À CRIAÇÃO: Direção-Geral das Artes

APOIO À RESIDÊNCIA: Estúdios Victor Córdon, Jazzy Dance Studios, Casa da Dança - Almada & CRL - Central Elétrica

APOIO À ESTREIA: Câmara Municipal de Beja | Pax Júlia-Teatro Municipal, Associação Cultural e Recreativa de Tondela, Câmara Municipal de Alcochete | Fórum Cultural, Direção Regional da Cultura do Norte | Casa das Artes do Porto & Câmara Municipal de Pombal | Teatro-Cine de Pombal

[ voltar ]

 

 

ADECORRER

DRCAlentejo assinala centenário do nascimento de Artur Pastor com exposição Estatuto dos Profissionais da Área da CulturaANTROPOCÉNICA - Propostas para apresentação de comunicações"Covid@Alentejo, olhares" - Exposição itinerante



EMAGENDA

<maio de 2022>
domsegterquaquisexsáb
24
25
26
27
28
29
30
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se