ESTÁ AQUI: INÍCIO | Destaques
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

Profs_cultura_estatuto1_banner22

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

Castelo de Viana do Alentejo

Miróbriga

Sé de Évora

Villa Romana de Torre de Palma

Bonecos de São Bento do Cortiço

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

Évoramonte

Castro da Cola (Ourique)

Castelo de Santiago do Cacém

 

Gruta do escoural

Jangada de São Torpes

Villa Romana de S. Cucufate

Castelo de Arraiolos

Castelo de Belver

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura

Villa Romana de S. Cucufate

cavalo pintado

Sé de Évora

Castelo da Amieira do Tejo

Castelo de Evoramonte

Castelo de Viana do Alentejo

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Villa Romana de Torre de Palma

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

Templo romano de Évora

Brincas de Évora

Sé de Évora

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Castelo da Amieira do Tejo

Viola Campaniça

cultura_estatuto_profissionais22

Miróbriga

Destaques
Imprimir documento


MUSICÁLOGOS - 3.º CICLO | ÉVORA 2023/2024 - Uma iniciativa Capote Música
14-11-2023
MUSICÁLOGOS - 3.º CICLO | ÉVORA 2023/2024 - Uma iniciativa Capote Música

Musicálogos, uma iniciativa da Capote Música, são encontros que invocam a experimentação e o
cruzamento de processos criativos entre compositores de diferentes áreas musicais. O primeiro encontro deste ciclo - três no total - irá juntar João Cágado (autor, compositor, produtor e intérprete eborense) e Lília Esteves (cantora, instrumentista, autora e compositora, de Lisboa). Ambos estarão em residência na Sociedade Harmonia Eborense, dias 15 e 16 de novembro e a apresentação pública será dia 17 de novembro, às 21h30, na Bota Rasa integrando o Festival Desdobra-te, da PédeXumbo. A moderação fica a cargo de Ricardo Romano (crítico musical no site Altamont).


Musicálogos, uma iniciativa da Capote Música, são encontros que invocam a experimentação e o
cruzamento de processos criativos entre compositores de diferentes áreas musicais.
Dois compositores, um local e um de outra região, juntam-se numa curta residência artística de dois
dias para explorar e cruzar técnicas criativas, cujo resultado será partilhado publicamente num
ambiente intimista e descontraído, com a mediação de um anfitrião.

Durante a residência artística, os compositores abraçam o instinto criativo e a liberdade de escolher
o caminho que o seu Musicálogo seguirá no terceiro dia, o da apresentação pública, seja pela
autoestrada do improviso, a ponte da reinterpretação conjunta ou o caminho de terra da
composição.

As duas edições de Musicálogos decorreram em Évora, e cada edição promoveu três encontros.
Em 2021, o primeiro encontro juntou a Amaura e o Dj Sims (outubro), o segundo, a Marinho e a
Sequin (novembro) e o terceiro, o Daniel Catarino e a Joana Guerra (dezembro).
Em 2022, a 2.ª edição juntou o Duarte e a MEMA.(novembro), integrando o Festival Desdobra-te da
Associação PédeXumbo, o segundo a Mariana Correia e a Monday (dezembro), e o terceiro e
último deste segundo ciclo (janeiro 2023), juntou o Pedro Mestre com a Surma.

As residências artísticas acontecem na Sociedade Harmonia Eborense e as apresentações públicas
moderadas pelo Tiago Castro (músico Acid Acid e radialista da SBSR), à excepção da penúltima,
cuja moderação ficou a cargo do Ricardo Romano (crítico musical no site Altamont).
Entretanto, os Musicálogos estiveram na Madeira (Setembro 2023) integrando o Madeira Art Fest e
juntaram o Cachapa e Dj Sims (Évora) com Alejandro Lopes e Tetiana Strykhar (Madeira).


Apresentamos agora o 3º ciclo de Musicálogos em Évora

O primeiro encontro deste ciclo - três no total - irá juntar João Cágado (autor, compositor, produtor e intérprete eborense) e Lília Esteves (cantora, instrumentista, autora e compositora, de Lisboa). Ambos estarão em residência na Sociedade Harmonia Eborense, dias 15 e 16 de novembro e a apresentação pública será dia 17 de novembro, às 21h30, na Bota Rasa integrando o Festival Desdobra-te da PédeXumbo. A moderação fica a cargo do Ricardo Romano (crítico musical no site Altamont).

Este ano, pela primeira vez, os Musicálogos contam com interpretação em simultâneo para Língua
Gestual Portuguesa, tornando o evento acessivel à comunidade S/surda.

A entrada é livre.

Os próximos encontros serão de 7 a 9 de dezembro de 2023 e de 17 a 19 de janeiro de 2024, na Sociedade Harmonia Eborense.


Programação _ Alexandre Tavares, Rita Piteira
Produção, comunicação, assessoria imprensa _ Rita Piteira
Design _ Alexandre Tavares
Apoio | República Portuguesa - Cultura I DGARTES Direção-Geral das Artes, Câmara Municipal de
Évora, Direção Regional de Cultura do Alentejo
Parcerias | Sociedade Harmonia Eborense, Associação PédeXumbo, Bota Rasa

Musicálogos 2023/2024

Convidados do 1.º encontro do 3.º ciclo de Músicálogos
João Cágado autor, compositor, produtor e intérprete eborense, ao longo da sua vida experimentou
diversas expressões artísticas, nomeadamente a pintura, o desenho, a música e a poesia, no entanto, foi na música que viria a ser reconhecido, vencendo o 1º Concurso de Música Juvenil da Festa do Avante, em 1988.
Desde 1985, altura em que integrou o grupo Cegarrega, a convite do saudoso músico José Melo, tem
criado e participado em inúmeros projectos, como Kodagga, Magna Terra, Cantos D' Aurora, Heresias,
Modas à Margem do Tempo, Sound Leaf, Intervenções Sobre Cante Tradicional, Intimidades,
ComVersões, Duque De Cordas, Jograis Do Alentejo, Poemas À Guitarra, entre outros.
No seu estúdio em Évora, enquanto produtor e diretor artístico e musical, assinou diversos trabalhos de grupos e artistas, entre os quais Seara Nova, Cantos D'Aurora, Terra D'Alva, José Mendes, José Melo, Almocreves, Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz, Sound Leaf, Artur Marinho, Dupla Face, Alma de Estudantes e Armando Nascimento Rosa.
Conta ainda com a publicação de alguns poemas de sua autoria, na Nova Antologia de Poetas
Alentejanos (Edições Colibri, 2012).

https://joaocagado.bandcamp.com/


Lília Esteves, cantora, instrumentista, autora e compositora portuguesa, que tem no horizonte físico,
cultural e humano do Norte do país, onde nasceu e cresceu, a inspiração que motiva o carácter e
expressão das suas composições e interpretações.
Ao longo da sua carreira artística fez parte, entre outros, de projectos como Xaile, TvRural e Parque (de
Ricardo Jacinto).
Atualmente faz parte da banda Lobo Mau, juntamente com os músicos David Jacinto e Gonçalo Ferreira, com quem partilha a autoria, composição, interpretação e produção das canções que fazem parte dos 3 discos lançados pela banda, até à data.

www.lobomau.bandcamp.com
www.instagram.com/lobomau_musica


A Capote Música é um projeto cultural e musical de Évora formado por uma equipa multidisciplinar de músicos, produtores e criativos que trabalham na promoção e valorização da nova música portuguesa através do incentivo à criação e surgimento de novos projetos musicais. Trata-se de um projeto com raízes alentejanas com a descentralização musical e cultural como principal objetivo - a nível territorial e programático.
Através do Capote Fest, Capote à Sombra, Musicálogos e de outros eventos e produções, tem investido num intercâmbio de igual para igual com o que melhor se faz pelo país fora em termos musicais, trabalhando em formatos diferenciadores e na criação de um circuito alternativo sustentável que dê visibilidade à música portuguesa emergente. Para além dos eventos musicais, a Capote está interessada na criação de projetos artísticos e de comunidade, promovendo a participação e o acesso à arte de forma equitativa e inclusiva através de práticas artísticas e dinâmicas culturais numa abordagem criativa e colaborativa, como é o caso do projeto Portadores de Arte (Évora, 2021)
A Capote Música constituiu-se formalmente enquanto associação a 3 de novembro de 2020, denominando-se Capote - Associação Cultural.

As iniciativas da Capote Música contam com o apoio de Câmara Municipal de Évora e  República Portuguesa - Cultura / Direção-Geral das Artes.

Os Musicálogos deste ano, contam ainda com o apoio da Direção Regional de Cultura do Alentejo.

www.capotemusica.pt

[ voltar ]

 

 

ADECORRER

DRCAlentejo mantém Certificação do seu Sistema de Gestão da QualidadeGUIA DOS INSTRUMENTOS DE FINANCIAMENTO DE PROJETOS CRIATIVOSPrémio Literário Joaquim Mestre - 4.ª edição: candidaturasPatrimónio ao Alcance de Todos Internet Segura: #LerAntesClicarDepoisÉvora, e o Alentejo, serão Capital Europeia da Cultura em 2027Documentário "Michel Formentelli" RELATÓRIO "Strengthening cultural heritage resilience for climate change"Serviço "Filmar em Portugal"Estudo "CULTURA NO PÓS ALENTEJO-2020""Covid@Alentejo, olhares" tem plataforma disponível sobre o projetoPrograma Educação Patrimonial 2022Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura



EMAGENDA

<fevereiro de 2024>
domsegterquaquisexsáb
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
1
2
3
4
5
6
7
8
9
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se