ESTÁ AQUI: INÍCIO | Destaques
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

cavalo pintado

Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura

 

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Castelo de Arraiolos

Profs_cultura_estatuto1_banner22

Castro da Cola (Ourique)

Sé de Évora

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

Sé de Évora

Villa Romana de S. Cucufate

Castelo da Amieira do Tejo

Castelo de Viana do Alentejo

Castelo de Belver

Jangada de São Torpes

Castelo da Amieira do Tejo

Gruta do escoural

Villa Romana de Torre de Palma

Évoramonte

Viola Campaniça

Castelo de Viana do Alentejo

Castelo de Santiago do Cacém

Brincas de Évora

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Templo romano de Évora

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Miróbriga

Sé de Évora

Miróbriga

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

Villa Romana de S. Cucufate

Castelo de Evoramonte

cultura_estatuto_profissionais22

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

Bonecos de São Bento do Cortiço

Villa Romana de Torre de Palma

Destaques
Imprimir documento


DRCAlentejo devolve a função cultual a São Bento de Cástris
04-12-2023
DRCAlentejo devolve a função cultual a São Bento de Cástris

A Direção Regional de Cultura do Alentejo devolve a função cultual a São Bento de Cástris.

A Igreja do Mosteiro de São Bento de Cástris volta a abrir as suas portas à comunidade, com a realização de uma Celebração Eucarística no próximo dia 7 de dezembro pelas 12.00 horas, presidida por Sua Excelência Reverendíssima, o Senhor Arcebispo de Évora, Dom Francisco Senra Coelho. Esta celebração, que se reveste de grande significado religioso, social e cultural, é aberta a toda a população.

A fundação desta igreja monástica erguida sobre uma antiga ermida dedicada a S. Bento, data de 1328.
O monumento perdeu a sua vocação inicial em 1890, data da morte da última freira, Joana Isabel Baptista, tendo passado para a posse do Estado. Desde essa data até à atualidade teve várias utilizações, tendo servido até 2005, como Casa Pia masculina.

A igreja, o mosteiro e a cerca estão classificados como Monumento Nacional pelo Decreto-lei 8218, publicado no Diário do Governo nº. 130, de 29/06/1922. Desde 2012 este monumento está afeto à Direção Regional de Cultura do Alentejo que ali tem realizado várias intervenções com vista à sua recuperação.
Têm-se realizado várias empreitadas que nos permitiram recuperar parte considerável deste importante conjunto monumental. As condições financeiras da DRC ao longo destes anos não nos permitiram ainda recuperar todo o monumento.

A Direção Regional de Cultura do Alentejo quando se aproxima o final da sua missão em 31 de dezembro solicitou a colaboração da Arquidiocese, a quem muito agradece e muito em particular ao Senhor Arcebispo Dom Francisco, no sentido de podermos novamente abrir a Igreja ao culto regular encerrando assim a nossa missão ao longo destes 12 anos e passando a tutela para o PC IP (Património Cultural, Instituto Público com sede no Porto).

[ voltar ]

 

 

ADECORRER

DRCAlentejo mantém Certificação do seu Sistema de Gestão da QualidadeGUIA DOS INSTRUMENTOS DE FINANCIAMENTO DE PROJETOS CRIATIVOSPrémio Literário Joaquim Mestre - 4.ª edição: candidaturasPatrimónio ao Alcance de Todos Internet Segura: #LerAntesClicarDepoisÉvora, e o Alentejo, serão Capital Europeia da Cultura em 2027Documentário "Michel Formentelli" RELATÓRIO "Strengthening cultural heritage resilience for climate change"Serviço "Filmar em Portugal"Estudo "CULTURA NO PÓS ALENTEJO-2020""Covid@Alentejo, olhares" tem plataforma disponível sobre o projetoPrograma Educação Patrimonial 2022Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura



EMAGENDA

<fevereiro de 2024>
domsegterquaquisexsáb
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
1
2
3
4
5
6
7
8
9
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se