ESTÁ AQUI: INÍCIO | A decorrer
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura

Castelo de Belver

Viola Campaniça

Sé de Évora

Castelo de Evoramonte

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

Castelo de Arraiolos

 

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Sé de Évora

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Brincas de Évora

Jangada de São Torpes

cavalo pintado

Gruta do escoural

Évoramonte

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

Villa Romana de S. Cucufate

Castelo de Viana do Alentejo

Castelo da Amieira do Tejo

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

Castelo de Santiago do Cacém

Templo romano de Évora

Miróbriga

Villa Romana de Torre de Palma

Miróbriga

cultura_estatuto_profissionais22

Sé de Évora

Bonecos de São Bento do Cortiço

Villa Romana de Torre de Palma

Castelo de Viana do Alentejo

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Villa Romana de S. Cucufate

Castelo da Amieira do Tejo

Profs_cultura_estatuto1_banner22

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

Castro da Cola (Ourique)

A decorrer
Imprimir documento


AROMAS QUE NOS GUIAM

Exposição patente na Galeria da Casa de Burgos (R. de Burgos, 5), em Évora
Até 23 de setembro de 2022

A Direção Regional de Cultura do Alentejo, em parceria com a Fundação Nossa Senhora da Esperança, inaugurou a exposição Aromas que nos Guiam, no passado dia 19 de maio, na Galeria da Casa de Burgos (R. de Burgos, 5), em Évora.

Dada a relevância do tema tratado para a coesão das comunidades e do território, a sessão inaugural contou com a presença da Senhora Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, e representantes de diversas entidades oficiais, entre os quais o Senhor Presidente da CCDRA - Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo, António Ceia da Silva.

Aromas que nos Guiam é uma exposição educativa que visa despertar o interesse de diferentes gerações para a integração do Homem como parte da Natureza, a relação entre ciência e arte, o fim das fronteiras delimitadas apenas pelo consumo e pela ideia desenfreada do progresso sem limites.

A mostra convida-nos a reviver aprendizagens de épocas distantes, principalmente através do olfato, mas também do tato, do paladar, da audição e da visão. O que se propõe é relembrar que os seres humanos são parte integrante da Natureza e não entidades separadas desta.



A iniciativa resulta de uma parceria entre a DRCAlentejo e a Fundação Nossa Senhora da Esperança, sediada em Castelo de Vide, em cuja sede se encontra instalado o Museu de Tiflologia que, de forma pioneira, tem dedicado as suas atividades à comunidade de invisuais e de indivíduos de baixa visão, indo ao encontro da estratégia global para as acessibilidades e inclusão que pretende a promoção das acessibilidades para a população em geral, tendo em conta as suas diferenças.

Ao associar-se a esta exposição a DRCAlentejo pretende cumprir o determinado na referida estratégia, nomeadamente promover o seu acesso a públicos diferenciados, dar a conhecer o que se está a fazer e o que se pode ainda fazer na área da inclusão e despertar o interesse e a sensibilidade da população em geral e dos jovens em particular para estas questões. 

A exposição ficará patente ao público na Galeria da Casa de Burgos até dia 23 de setembro, de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

A DRCAlentejo participará ainda na organização de uma itinerância de Aromas que nos guiam.

< Voltar

ADECORRER

"Covid@Alentejo, olhares" tem plataforma disponível sobre o projetoPrograma Educação Patrimonial 2022Aromas que nos guiam DRCAlentejo assinala centenário do nascimento de Artur Pastor com exposição Estatuto dos Profissionais da Área da CulturaANTROPOCÉNICA - Propostas para apresentação de comunicações



EMAGENDA

<junho de 2022>
domsegterquaquisexsáb
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
1
2
3
4
5
6
7
8
9
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se