ESTÁ AQUI: INÍCIO | A decorrer
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

Castelo da Amieira do Tejo

Bonecos de São Bento do Cortiço

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Castelo de Viana do Alentejo

Castelo de Belver

Castro da Cola (Ourique)

 

Profs_cultura_estatuto1_banner22

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Castelo de Evoramonte

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

Villa Romana de Torre de Palma

Villa Romana de S. Cucufate

Castelo de Arraiolos

cultura_estatuto_profissionais22

Sé de Évora

Jangada de São Torpes

Sé de Évora

Miróbriga

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Miróbriga

Castelo da Amieira do Tejo

Brincas de Évora

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

Évoramonte

Gruta do escoural

Viola Campaniça

Castelo de Viana do Alentejo

Castelo de Santiago do Cacém

Sé de Évora

cavalo pintado

Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura

Villa Romana de S. Cucufate

Templo romano de Évora

Villa Romana de Torre de Palma

A decorrer
Imprimir documento


DRCAlentejo assinala centenário do nascimento de Artur Pastor com exposição


A Direção Regional de Cultura do Alentejo (DRCAlentejo) assinala o centenário do nascimento de Artur Pastor (1922 - 1999), um dos mais notáveis fotógrafos do século XX, com a exposição Évora Património - Fotografias de Artur Pastor a inaugurar dia 4 de maio, às 17h00, na Igreja do Salvador, em Évora.

Artur Pastor foi, sem dúvida, um dos mais notáveis fotógrafos do século XX. Muito eclético, fotografou um Portugal, em parte desaparecido, com as suas gentes e os seus costumes, sendo a sua obra o grande repositório de fotografias do Portugal Rural das décadas compreendidas entre 1940 1990.

Em Évora, cidade onde fez a sua formação académica, descobriu o gosto pela fotografia que o fascinaria até ao fim da sua vida.

A exposição que agora se apresenta surge na sequência de doação à DRCAlentejo, por parte da família de Artur Pastor, de um conjunto de 92 fotografias, a cores, realizadas por este artista fotógrafo na década de 80, do século XX, sobre a sua cidade de criação.

Estas fotografias foram preparadas, pelo seu autor, para uma exposição que acabou por não acontecer, apesar de várias diligências realizadas por Artur Pastor ao longo do ano de 1987. Só agora, no âmbito das comemorações do seu centenário, será apresentada uma seleção das mesmas, realizada com base nas consideradas mais representativas e que mostram claramente a visão que este fotógrafo tinha da cidade de Évora, uma cidade patrimonial.

Artur Pastor retratou o património eborense com um rigor de arquivista sendo o seu monumento de eleição a catedral, muito mais fotografada que todos os outros monumentos.

Associada às fotografias, foi também disponibilizada à DRCAlentejo uma listagem manuscrita relativa às respetivas legendas, utilizada frequentemente para as tabelas realizadas.

Com esta exposição, que conta com o apoio da Arquidiocese de Évora, a Direção Regional de Cultura do Alentejo pretende associar-se às comemorações do centenário deste grande fotógrafo alentejano.

A mostra estará patente ao público até dia 23 de setembro de 2022,  de segunda a sexta-feira, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.


< Voltar

 

ADECORRER

"Covid@Alentejo, olhares" tem plataforma disponível sobre o projetoPrograma Educação Patrimonial 2022Aromas que nos guiam DRCAlentejo assinala centenário do nascimento de Artur Pastor com exposição Estatuto dos Profissionais da Área da CulturaANTROPOCÉNICA - Propostas para apresentação de comunicações



EMAGENDA

<junho de 2022>
domsegterquaquisexsáb
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
1
2
3
4
5
6
7
8
9
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se