ESTÁ AQUI: INÍCIO | A decorrer
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura

Villa Romana de Torre de Palma

Miróbriga

Évoramonte

Castelo de Viana do Alentejo

Gruta do escoural

Brincas de Évora

Bonecos de São Bento do Cortiço

Miróbriga

cavalo pintado

Castelo da Amieira do Tejo

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Sé de Évora

Villa Romana de S. Cucufate

Castelo de Viana do Alentejo

Castro da Cola (Ourique)

Castelo de Arraiolos

cultura_estatuto_profissionais22

Castelo da Amieira do Tejo

Templo romano de Évora

Jangada de São Torpes

Castelo de Evoramonte

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

Villa Romana de Torre de Palma

 

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

Viola Campaniça

Castelo de Santiago do Cacém

Villa Romana de S. Cucufate

Castelo de Belver

Sé de Évora

Sé de Évora

Profs_cultura_estatuto1_banner22

A decorrer
Imprimir documento


Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura

Entrou em vigor a 1 de janeiro de 2022 o Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura. Este diploma  aplica-se aos profissionais das artes do espetáculo, do audiovisual, das artes visuais e da criação literária, que exerçam uma atividade autoral, artística, técnico-artística ou de mediação cultural.

De forma a abranger todas as relações de trabalho que se estabelecem no âmbito do setor da cultura, bem como o respetivo regime de proteção social, o Estatuto encontra-se dividido em três partes essenciais:

(i) o registo dos profissionais da área da cultura (RPAC);
(ii) o regime de contrato de trabalho e de prestação de serviço;
(iii) o regime de proteção social.

O RPAC tem por finalidade, para além da identificação individual dos profissionais da área da cultura, a estruturação e identificação estatística do setor da cultura para posterior definição de políticas públicas de valorização profissional e técnica, apoios e outros benefícios públicos. Apesar de o registo ser de inscrição facultativa, apenas os inscritos beneficiam da aplicação do regime contributivo especial previsto no Estatuto.

Com o objetivo de ser amplo e abrangente, o Estatuto regula as diversas modalidades de prestação de atividade cultural, incluindo quer o contrato de trabalho, quer o contrato de prestação de serviços.

Saiba mais em estatutocultura.pt e registe-se.

ADECORRER

Francisco de Holanda em ÉvoraRELATÓRIOS Culture Action EuropeDRCAlentejo mantém Certificação do seu Sistema de Gestão da QualidadeGUIA DOS INSTRUMENTOS DE FINANCIAMENTO DE PROJETOS CRIATIVOSPatrimónio ao Alcance de Todos Internet Segura: #LerAntesClicarDepoisÉvora, e o Alentejo, serão Capital Europeia da Cultura em 2027Documentário "Michel Formentelli" RELATÓRIO "Strengthening cultural heritage resilience for climate change"Serviço "Filmar em Portugal"Estudo "CULTURA NO PÓS ALENTEJO-2020""Covid@Alentejo, olhares" tem plataforma disponível sobre o projetoPrograma Educação Patrimonial 2022Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura



EMAGENDA

<maio de 2024>
domsegterquaquisexsáb
28
29
30
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se